Sorriso de sucesso


executiva

O clareamento dental pode salvar seu sorriso

Entre uma reunião e outra, um, dois, três… Quantos cafezinhos uma executérrima toma por dia? Todo mundo recebe de seu dentista orientações sobre escovação adequada e ações preventivas como evitar ao máximo o consumo de alimentos e bebidas açucarados e com corantes, mas a correria e até a vontade de um docinho, lanchinho ou bebida podem atrapalhar a saúde bucal.

Dentes amarelados geram um ar de descuido. Olhou no espelho e não gostou do que viu? Fique tranquila. Hoje há tratamentos bem eficientes para resolver esse probleminha. Conversamos com o Dr. Humberto Parini Júnior sobre métodos de clareamento dental: vantagens, riscos, desvantagens. Confira!

S/T – Quais são as técnicas de clareamento dental disponíveis? Explique as principais diferenças entre elas.

Dr. Humberto Parini Júnior – Hoje no mercado temos disponíveis dois tipos de clareamento dental: clareamento caseiro e clareamento de consultório a laser. No método caseiro é confeccionada uma moldeira de silicone para cada paciente e o agente clareador (ácido de peróxido de carbamida ou ácido peróxido de hidrogênio) age na superfície do esmalte dental. Nesse tipo de tratamento, temos algumas concentrações do ácido, variando de um paciente para outro. Entre suas vantagens estão: melhor custo-benefício, menor risco de sensibilidade e ainda não há necessidade de ir ao dentista todos os dias para fazer aplicações. Em contrapartida é um tratamento mais longo. Já o clareamento a laser feito em consultório é bastante rápido (duas a três sessões de uma hora) e apresenta resultado evidente já na primeira aplicação, mas pode causar maior sensibilidade em alguns casos. Funciona da seguinte forma: depois de fazer a proteção gengival, o agente clareador (que é mais concentrado) é aplicado pelo dentista na superfície dentária permanecendo alguns minutos, para acelerar o processo usa-se o laser ou outro tipo de luz (LED, Halógena).

S/T – Sobre o tratamento caseiro, qual é o tempo médio diário que o paciente usa a plaquinha ou moldeira? Para facilitar isso pode ser feito durante o sono?

HPJ – O uso do gel clareador depende muito do fabricante. Alguns fabricantes pedem que o paciente utilize somente duas horas por dia, outros indicam até quatro horas; temos também os clareadores que podem ser usados enquanto o paciente dorme, ou seja, durante a noite toda.

S/T – Quais são os riscos dos tratamentos caseiros sem supervisão de um profissional?

HPJ – É necessário consultar um dentista, pois ele irá analisar o caso e indicar o agente clareador específico. Sem a supervisão profissional, o paciente pode ter queimaduras gengivais e/ou sensibilidade.

S/T – Restaurações e próteses realmente não são clareadas com o tratamento?

HPJ – Para pacientes que possuem restaurações e próteses é necessário fazer o clareamento e em seguida trocá-las para a cor que o dente clareou.

S/T – O clareamento pode ser feito em dentes com canal?

HPJ – Existe um outro tipo de clareamento que é para dentes com canal. É necessário aplicar o gel clareador dentro do conduto e deixar agindo, sendo necessário a troca deste semanalmente pelo dentista. Este tratamento nem sempre tem bons resultados. O cirurgião-dentista deve avaliar o caso.

S/T – Quais são os cuidados para manter o bom resultado do tratamento?

HPJ – Todos os pacientes que iniciarem o tratamento de clareamento devem evitar muitas coisas, entre elas: bebidas com corantes, sucos muito ácidos, catchup, mostrada, molho de tomate, café, cigarro, ou seja, tudo que contenha corantes.

S/T – Quem não pode ou não deve fazer o tratamento? Gestantes podem fazer?

HPJ – A partir dos 17 anos, com autorização do responsável, qualquer pessoa pode optar pelo tratamento clareador. Somente gestantes não podem fazê-lo.

S/T – Qual a dica para quem fica com os dentes sensíveis após o tratamento? Se a sensibilidade não passar, qual a recomendação?

HPJ – Se o paciente tiver sensibilidade, o dentista deve aplicar o dessensibilizante ou fazer fluorterapia. É recomendável que esses pacientes utilizem cremes dentais para a sensibilidade.

S/T – É possível fazer a sessão e voltar para o escritório em seguida? Não há nada, além da possível sensibilidade, que impeça o paciente de realizar suas atividades habituais?

HPJ – Após a sessão de clareamento, o paciente pode fazer suas atividades normalmente. Alguns pacientes desenvolvem um pouco mais a sensibilidade e outros não desenvolvem nada.

Dr. Humberto Parini Júnior
hpjodontologia@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 respostas para Sorriso de sucesso

  1. Vanessa Mota disse:

    Tomo muito café e esse amarelado nos dentes sempre me deixou chateada. Mas a possibilidade de deixar o sorriso mais bonito me animou. Parece um tratamento bem tranquilo, gostei da ideia.

    • Fabi Gragnani disse:

      Tudo bem, Vanessa? Pois é, são tantas as possibilidades hoje em dia de ficarmos mais saudáveis e bonitas… O importante é procurar um bom profissional que possa lhe orientar e dizer qual a melhor solução para o seu caso. Sucesso e continue nos acompanhando, ok? Beijo grande! Executiva sem Terninho

  2. Fabia Souza disse:

    Sempre que possível controlo a alimentação, mas ando pensando no tratamento porque com a idade as manchas aparecem mesmo. Tinha dúvida sobre as obturações, valeu pela dica!

  3. Ellen disse:

    É por isso que gosto do Executiva… além de dicas, tem informações objetivas de especialistas para nos ajudar. Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *