Coluna Executérrima

XXY

Estilo masculino pode ser adaptado para executérrimas modernas

Quando assisti ao filme Noivo neurótico, noiva nervosa, de Woody Allen, eu fiquei apaixonada pela personagem Annie Hall, interpretada por Diane Keaton. Ela tinha algo de incerto, diferente e encantador. Queria tudo e nada, era mulher-rapazote e seu visual apresentava a mistura de tudo. O figurinista acertou quando propôs para a personagem produções que representavam claramente sua personalidade.

E eu que já tinha adoração por esse estilo menos óbvio, passei a usar com mais frequência o look masculino, ou melhor, andrógino – porque a proposta é ficar no meio termo, nem menino, nem menina ou um pouco de cada.

O estilo cai muito bem para executérrimas modernas. Peças com corte reto, cores neutras, que misturem elegância a certo “descuido” proposital. Você sai do feminino de sempre e brinca com artigos, acessórios e roupas de araras masculinas. Moda pra todos! Pode até mexer no guarda-roupa do marido ou namorado e encontrar coisas interessantes.

Pra começar, pense em paletó com calças larguinhas de sarja, algodão, alfaiataria e jeans com cavalo mais baixo e barra dobrada pra cima. Misture essas peças masculinas com acessórios beeeem femininos, como saltos enormes e finos, pulseiras chamativas, colares e echarpes, maquiagem e cabelos impecáveis. É mais ousada? Que tal terno, colete, camisa e gravata?

O oposto também vai bem. Cabelos simples, soltos ou com gel e rabo de cavalo, maquiagem neutra, brincos pequenos e apenas o relógio. Pastas usadas na transversal, botas e sapatos mais fechados e sem salto – aqui também entram linda e confortavelmente modelos como oxford ou mocassim – com saias, bermudinhas ou vestidos e paletós ou jaquetas mais pesadas (couro).

Já imaginou algumas propostas? Então confira algumas imagens-sugestões.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...Tagged , , , , , , , , , , , ,

About Fernanda Balieiro

Jornalista por formação, desenvolvo trabalhos de comunicação para diferentes plataformas (web, TV, mobile, print) e editorias, entre elas, moda, cultura e negócios. Curiosa por natureza, leio de tudo um pouco e, se o conteúdo interessar, pergunto, observo e pergunto novamente pra entender e passar pra frente de alguma forma. Paulistana, casada e apaixonada pelo mundo dos tecidos, cores e texturas, meu passatempo de moda é comparar revistas antigas com novas publicações. Esqueço da vida olhando imagens de capa, modelos, acessórios, estilos, o que foi e voltou a ser tendência, informações das mais diversas. Mais alguém quer entrar para o clube?
View all posts by Fernanda Balieiro →

2 thoughts on “XXY

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.