Alimentação é tudo – parte 2


 nutri (2)

Falta de tempo, dieta, cafezinho, doces, líquidos e a famosa sesta, confira a segunda parte da entrevista com a nutricionista da Educanutre Consultoria e Assessoria Nutricional Raquel Pimentel.

S/T – Além da importância da água, quais outros líquidos podem complementar a nutrição?

Raquel Pimentel – Os líquidos diluem os sucos gástricos e podem interferir na digestão ocasionando indigestão, gases e inchaço abdominal. Por isso é recomendado não ingeri-los junto das refeições, mas sim 15 minutos antes ou uma hora após as mesmas. A água continua sendo a melhor opção para os intervalos e seu consumo deve ser em torno de 2 litros ao dia, no verão essa quantidade aumenta para 2,5 a 3 litros. Os chás de ervas quentes ou gelados (hortelã, camomila, cidreira, erva doce, canela etc.) são digestivos, oferecem vitaminas e minerais, além de ajudar na hidratação. Podem ser preparados, guardados em geladeira e depois utilizados no lugar da água para o preparo dos sucos de frutas (famosos “suchás”). A água de coco e os sucos de frutas também fazem parte das opções que ajudam a hidratar. Os sucos que contém enzimas digestivas como o mamão, o abacaxi e o kiwi devem ser consumidos próximos às refeições nas quais houve um consumo de proteínas e gorduras maior, pois ajudam na digestão desses nutrientes.

Suchá Detox

Ingredientes:

1 sache de chá de frutas vermelhas preparado conforme instrução da embalagem e gelado

1 fatia de abacaxi

Folhas de hortelã fresca

Gelo

Preparo:

Coloque todos os ingredientes no liquidificador. Bata bem e sirva em seguida.

#Rende 1 porção

S/T – E quanto aos refrigerantes?

Raquel Pimentel – Os refrigerantes devem ser evitados porque oferecem calorias vazias (nenhum nutriente benéfico), possuem grande quantidade de açúcar e estão associados a diversos tipos de doenças, entre elas, obesidade, síndrome metabólica e doenças cardiovasculares. As versões diet também estão incluídas nesse quadro, uma pesquisa publicada no Journal of General Internal Medicine mostrou que eles estão associados ao risco de ataques cardíacos e derrames. Outros estudos associam os refrigerantes ao aumento do apetite e também à osteoporose.

S/T – Sobremesa ou cafezinho?

Raquel Pimentel – Se o objetivo é manter o peso, o melhor a fazer é evitar doces. Prefira consumir frutas e deixe as sobremesas para os finais de semana ou para reuniões e ocasiões especiais (aniversários, eventos, almoço com a família). As frutas secas (damasco, ameixa, tâmara, figo, bananinha sem açúcar) ou mesmo as frutas cozidas, como a banana polvilhada com canela e um fio de mel, podem saciar a vontade de doces. Vale também uma barrinha de chocolate amargo se a vontade de doces for intensa pois o chocolate, assim como a banana, é rico em triptofano que ajuda na produção de serotonina (neurotransmissor responsável pelo humor, sono, apetite) e alivia a ansiedade. O café é termogênico e auxilia no processo de emagrecimento, além de ser estimulante, melhorar a capacidade cognitiva e deixar a gente em estado de “alerta” no trabalho. Com moderação é muito benéfico. O excesso pode ter efeito diurético (desidrata) e irritante da mucosa do estômago gastrite. Consumir 3 xícaras por dia.

S/T – Um almoço tranquilo e saudável deve levar em média quanto tempo?

Raquel Pimentel – A mastigação é fundamental para a boa digestão, auxilia na absorção de vitaminas e pode até estimular a imunidade. Se a mastigação for deficiente pode ocasionar a má digestão, sensação de empachamento, azia e até refluxo. O ideal é mastigar no mínimo 20 vezes cada garfada e o tempo mínimo adequado para realização de uma refeição é de pelo menos 20 minutos à mesa.

S/T – Aquela caminhada rápida de volta para o escritório pode contribuir para uma boa digestão? Compensa desistir do táxi e andar por pelo menos uns 10 minutinhos?

Raquel Pimentel – A caminhada pode ajudar na digestão e evitar o sono após as refeições. Um estudo australiano concluiu que caminhar após as refeições pode reduzir os níveis de glicose e insulina no sangue, o que pode reduzir os riscos de doenças cardíacas e diabetes.

S/T – A sesta é realmente importante? Vale a pena acelerar o almoço pra tirar um cochilo ou relaxar em uma salinha silenciosa por pelo menos 15 minutos?

Raquel Pimentel – Alguns estudos já mostraram que dormir por uns 20 minutos após o almoço pode trazer muitos benefícios à saúde. Entre esses benefícios estão, o relaxamento das tensões pelo stress e a melhoria do desempenho nas atividades no decorrer do dia.

Raquel Pimentel Nutricionista da Educanutre Consultoria e Assessoria Nutricional rpimentel@educanutre.com.br www.facebook.com/educanutre  www.educanutre.com.br

Raquel Pimentel
Nutricionista da Educanutre Consultoria e Assessoria Nutricional
rpimentel@educanutre.com.br
www.facebook.com/educanutre
www.educanutre.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *